Saudades, lembranças e outras coisas

Quem nunca sentiu saudades na vida, favor ir contar essa história para um outro que eu não acredito. É impressionante, nossa vida vai se formando com pequenos ou grandes acontecimentos que é impossível alguém não sentir saudades. Eu por exemplo, mal começou o outono, estou com uma saudade danada do verão. Sim, saudades de andar de chinelos, de bermuda, boné, camiseta! Por mais estranho que se pareça, também sinto saudades do inverno. Eu não gosto dele, o seu frio me congelam os pés, mas dá uma vontade de tomar aquele vinho, comer aquela pizza e sair feliz da vida como se estivesse em pleno dia ensolarado de uma primavera qualquer.
Carrego comigo muitas lembranças e sinto saudades de tudo o que marcou a minha vida. Saudades do pai, da mãe, de irmãos, de amigos que partiram para sempre. Saudades de amigos que estão por aí e de pessoas que nunca mais vi. Saudades das pescarias,  da roda de violão e chimarrão, do cafezinho na hora do intervalo, dos bons tempos de universidade...

Saudades da minha infância, das confusões com o mano mais novo, da primeira professora que visitei há algum tempo e das que nem lembro mais o nome. Saudades da primeira 'namoradinha', da segunda, das que pensei que fossem, da que tenho e da que hei de ter, quem sabe...
Não existe dias sem saudades. Mesmo que seja só por um instante, ela está aí. Aproveita pequenos espaços e reaviva o ontem. Acredito que sem ela, os dias seriam sem brilho e o passado ficaria apenas no passado. O sentir saudades é estar vivo, é ter sentimentos, é saber lidar com marcas significativas e até mesmo com algumas feridas. Enquanto existir saudades, a vida vai somando ganhos, as boas lembranças dos belos momentos tornam nossos dias mágicos.
Sei que a vida é seguir em frente, porém nossa existência e feita do hoje, do amanhã e do ontem. Jamais hei de me separar das belas lembranças e das saudades. Pensar nelas, me faz um bem enorme!
Abraços.

4 comentários:

  1. Tudo que vivemos é precioso. Talvez seja essa a razão de guardarmos, com carinho, as lembranças. A saudade está presente na vida de todos e só não é saudável quando se agarra o passado sem seguir em frente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marilene, tudo bem?

      São tantos momentos preciosos e vivido na vida, que às vezes dá aquela vontade de voltar atrás e reviver tudo de novo. Esse é o encantamento que a saudade nos trás ao presente. Saudade não é sofrimento, saudade é muito amor. É claro que se o coração anda machucado por causa da saudade e quer voltar atrás, é preciso paciência e compreensão. Abraço.

      Excluir
  2. Olá Nestor,

    Você falou sobre a saudade de uma maneira deliciosamente leve.
    Li uma frase sobre a saudade, que até publiquei no face (sem assinatura), que dizia que "saudade é o preço que se paga por viver momentos inesquecíveis". Achei linda essa definição de saudade.
    De fato, não pode existir alguém que desconheça esse sentimento, que pode ser doce ou amargo, A saudade nos traz de volta momentos incríveis, que valem a pena ser relembrados.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Vera, como vai?

      Todos nós carregamos saudades leve ou pesada, ou como você bem citou, doce ou amarga. Sem a existência da saudade, seríamos meras máquinas programadas para determinados movimentos. Que graça teria a vida? Em uma de suas frases, Rubem Alves diz: "A saudade é a nossa alma dizendo para onde quer voltar". Se tiver que voltar, voltamos para o que é doce.
      Abraços.

      Excluir

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.