Cuide-se

"Viver sem filosofar é o que se chama ter os olhos fechados sem nunca os haver tentado abrir." René Descartes.
Pessoas de boa índole e caráter, geralmente 'filosofam' sobre o sentido da vida. São receptivas, acolhedoras, às vezes preocupam-se mais com os outros do que consigo mesmo. São solidárias.
Porém, um olhar, um tanto detalhado, faz com que se perceba o quanto a vida é um acontecimento único e com uma responsabilidade única: cuidar de você mesmo. Ninguém sabe mais da sua vida do que você mesmo. Pense: quem sabe o que você realmente precisa e mais busca? Quem sabe o que lhe deixa triste ou magoado? Quem conhece todos os seus sonhos e anseios? Quem conhece todo o seu potencial e seus pontos fracos?

Em relação a você, os outros sempre terão suas opiniões ou objeções. Alguns acham isso, outros, acham aquilo... Alguns dirão: faça isso, outros, faça aquilo... Tem gente que age simplesmente para agradar esses espectadores de plantão. Quantos sonhos são abortados? Quanto tempo perdido, dias desperdiçados? Não convém deixar que estranhos façam a pauta de nossa existência e é um tanto arriscado.
Evidente que há pessoas que nos deixam extremamente felizes, outras, nos desapontam, provocam tristezas. Porém, chega um momento em que você terá que cuidar de sua própria vida e de você. Conviver é preciso e saudável, mas nunca dispense sua própria autonomia. Mesmo que os outros tenham a melhor das intenções, o retoque final e os ajustes necessários dependem unicamente de você. Aguardar somente pelos outros pode não dar certo e não há nenhuma garantia nisso.
Cuide-se bem, abraços. 

6 comentários:

  1. Conviver é bom,mas com a autonomia. Não sou de me juntar muito,se fora da família. Sou bicho do mato e assim, muitos me acham antipática, metida à sebo, nojeeeeeenta,rs

    E, mesmo na família,temos que não nos deixar levar pelas outras cabeças!

    abração praiano,chica

    ResponderExcluir
  2. Oi chica,

    Quem mais sabe de suas relações é você mesmo. Sente-se bem assim? Para quem já atingiu um certo grau de maturidade, a opinião dos outros não passa de um blá, blá, blá.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Nestor! Penso que a dificuldade de equilibrar os pontos é que a pessoa naturalmente generosa acaba colocando o outro em primeiro lugar... mas esse "se deixar de lado" vai causando tristeza, amarguras, perde-se o gosto de viver.
    Quando não nos cuidamos não temos condições de cuidar adequdamente do outro.
    Relações baseadas nas decisões e expectativas alheias tendem a ser insatisfatórias e quando percebo que chegou nesse ponto, chega a hora de pensar bem se vale continuar.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Oi Bia, Como vai?

    Nossa vida é única. Não temos uma segunda chance. Cedo ou tarde precisamos aprender a viver ou conviver com nosso próprio estilo e forma de vida. Solidariedade sim, mas vida independente.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Nestor!
    Belo texto. Meditar sim é fundamental, questionamos e precisamos encontrar paz. Acho que a vida passa por fases e amadurecimento. Ontem comentei com uma amiga que postou no face que chega uma época da vida que não nos importamos com aprovações, que não ligamos para a opinião alheia... Disse pra ela que isso faz parte da evolução ou do amadurecimento. Muitos esperam sempre a "felicidade" pregada em comerciais de TV e a vida é feita de pedacinhos felizes, tristes, amargos, amados, perdão... Todos esses retalhinhos nos proporciona a ferramenta para evoluir. Vai de cada um aprender, abrir o coração e encontrar a paz.
    Abração esmagador e um lindo dia.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia,

    Um dos grandes fatores que interferem no bem estar de cada ser, é a frenética correria do mundo pós moderno. Parece que nos falta tempo para pensar e meditar. Sim, a vida é feita de 'pequenos pedacinhos'. Considero como um lindo 'tapete' onde temos, a cada dia, a oportunidade de confeccionar mais uma parte. Colocar o pedacinho certo e o que combina, requer um minimo de paz.
    Excelente semana! Abraço.

    ResponderExcluir

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.