Desejos...

Olá amigos, olá família Alcará!
E então, como foram as festas de natal e ano novo? E como está sendo esse início de 2014?

O meu planejamento de 2014 é viver bem a cada dia. Somente isso. E  o meu maior desejo deste ano, é que as pessoas pensem um pouco mais e imaginem um pouco menos. Assistam menos televisão e vivam um pouco mais a realidade.
Porém, entre o pensamento e a imaginação, diria que existe um grande abismo: O pensar com discernimento leva o homem à razão, ao entendimento de todas as coisas e de tantas mazelas que ferem a dignidade humana. Já a imaginação, geralmente, acaba mascarando a visão dos fatos.
Gostaria de pedir sinceramente para que apenas pensem um pouco mais em 2014. O pensar é a atitude que mais nos aproxima da realidade, sendo capaz de transformá-la. O pensar é caminho seguro para  felicidade e bem-estar. O imaginar pode nos proporcionar uma felicidade Platônica, aquela do mundo imaginário.

O que mais tenho escutado nesse início de ano, foram os desejos de muita saúde, muito dinheiro, muito amor e felicidade. Convenhamos, tais desejos já é um pacotão e tanto. Só que o ser humano não se contenta com isso, acaba criando outros desejos  muito mais complexos e complicados. Se a gente tem saúde, queremos ir além e inventamos o desejo de que precisamos emagrecer, ficar saradões... Se a gente tem dinheiro para pagar as contas, levar uma vida feliz, inventamos o desejo de que precisamos comprar um relógio ou uma bolsa de marca... Se a gente tem um amor para poder conversar, ir ao cinema, dividir uma pizza, fazer sexo de vez em quando, isso já não basta, inventamos o desejo de que, só serei feliz, se tiver jantar à luz de velas de segunda a domingo, se receber declarações e presentes inesperados, sexo selvagem e de preferência todos os dias... Caramba, gente, vamos imaginar menos e pensar um pouco mais. Vamos tentar ser felizes de uma forma mais realista. Vamos fazer o possível e aceitar o improvável. Cuidar da saúde sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno.
Só desejo a você que pense, busque lá dentro o que te mobiliza, instiga, conduz, mas sem sofrimentos desumanos, viu.  Que você enfrente a vida pela frente, que possa desafiá-la, entendê-la e principalmente dar a ela as cores de sua alma e de seu viver.

Forte abraço.

4 comentários:

  1. Oi, Nestor!
    Esse caminho eu descobri há algum tempo, a duras penas. A imaginação pode nos levar a lugares lindos e ilusórios e a realidades cruéis e inexistentes.
    Pensar nos permite conhecer a nós mesmo e descobrir quais são nossos limites, como lidar com eles, quais são os elementos que nos fazem felizes de fato, sem exageros ou impossibilidades.
    Posso usar poesia para falar dos meus sonhos, mas tenho a consciência de que não quero um mundo de conto de fadas, porque não existe, e que todos os ganhos tem sempre uma parcela de dificuldade, que só com razão conseguimos superar com tranquilidade.
    Pensar pra mim é = escolhas acertadas.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bia, como vai?
    Um tanto corrido por aqui, mas tudo dentro da normalidade. Imaginar, sonhar é tão bom, porém há que se encarrar a realidade do dia a dia. A vida requer mais pensar e ações a que lindas imaginações.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Nestor,

    Tenho tantos planos, tantos sonhos, tantos desejos, mas para tudo isso se realizar, preciso de muita paz para percorrer os caminhos que Deus traçou na chegada.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Sissym,

    Desejo que tenhas muita paz e que possas percorrer todos os caminhos, realizando cada sonho sonhado.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.