Joia rara

Vejam amigos, a primavera nos trouxe mais uma surpresa maravilhosa.  A segunda orquídea desabrochou em meu pequeno orquidário. 
Cada uma que desabrochar, compartilharei aqui em nosso espaço, afinal, há muita gente na torcida e esperando por esse momento. Essa é uma planta pertencente a família dendrobium e apresenta um suave perfume adocicado.
Parece que as coisas estão dando certo.
Na natureza existem joias raríssimas, entre elas, as orquídeas, lendo, descobri que muitas já foram extintas.
Assim como encontramos na natureza joias raras, encontramos e convivemos em nosso dia-a-dia com pessoas raras, únicas e de valor incalculável.

Infelizmente o mercado de trabalho avalia as pessoas pelo que elas produzem, o mercado financeiro pelo poder aquisitivo, o mercado da moda, pela jovialidade...
O problema é quando deixamos e aceitamos que pessoas erradas nos avaliem com sua própria escala de valor e a um troco de nada.
Saiba que há pessoas especializadas em sugar energias e transformar em medo, e quando a gente tem medo, geralmente fica paralisado, perde o poder de ação, a confiança, a crença em nossos próprios talentos e a capacidade de mudar. É nessa hora que apagamos o nosso brilho.

Só você conhece o real valor da joia rara que você é, portanto, não se deixe enganar por avaliações baratas. Não importa quem é você e o que faz, o importante é o brilho que há nas coisas que você faz.
Em nenhum mercado existe maior brilho que o seu próprio brilho.
Feliz outubro!

12 comentários:

  1. Linda orquídea. lindo texto e desejo ótimo outubro..Estamos na serra gaúcha, não no teu lado, mas em Canela, Gramado! abraços,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi chica, essa espécie de orquídea é de fácil cultivo e não requer muitos cuidados.

      Ótima estadia aqui na Serra Gaúcha, pena que o tempo não está ajudando muito né.

      Aproveite, abraços.

      Excluir
  2. Nestor,

    Eu amo demais ver uma planta nascer um botão e este se revelar. É sempre surpreendente!

    Em breve, eu vou poder voltar a sentir este prazer, porque farei novamente minhas jardineiras.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sissym, tudo bem?
      A natureza nos dá exemplos e sinais lindos, todos os dias, mas nem todos têm tempo ou vontade de observar.

      Assim que cultivar suas jardineiras, mostre para nós como ficaram.

      Abração.

      Excluir
  3. É bem assim mesmo, estando todo o tempo sendo avaliados e cabe a nós nos submetermos as tais considerações ou não. Ser ou não ser rotulado, eis a questão.

    Que bacaninha o seu orquidário... Benção!

    Beijo, Nestor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá como vai?
      Somos avaliados e julgados, o tempo todo, sim, Milene.
      Alguns até nos condenam.

      Faz-se importante que cada um saiba o quanto vale seus princípios e escala de valor.

      Abração.

      Excluir
  4. Olá Nestor Alcará
    Obrigada pela visita ao meu blog, gostei muito. A criação de Deus é espetacular, nos surpreende. Linda a sua reflexão, pessoas raras precisam ser cultivadas e conservadas sempre. Um ótimo dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, as criaturas de Deus são perfeitas e riquíssimas em detalhes, pena que o ser humano sofre de visão distorcida.

      Ser uma joia rara, é nunca perder as sua essência.
      Abraço Lucinalva.

      Excluir
  5. Belas considerações e lindas palavras... Parabéns também, pela sensibilidade no cultivo das orquídeas.Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Shirley, tudo bem contigo?

      Obrigado pelo carinho e presença. Quanto as orquídeas, a pouco tempo, iniciei uma experiência de cultivo. Parece que está dando certo.
      Já me comprometi, cada flor que desabrochar, colocarei aqui no blog como imagem de alguma postagem.

      Abraços.

      Excluir
  6. Eu não sou muito boa com o cultivo de plantas, mas estou encantada com sua dedicação. Esses dias vi um exemplar azul em uma floricultura, que coisa mais linda! Mas era tanto cara...(e rara). Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bia,
      Eu olho elas todos os dias e vejo como estão se desenvolvendo. Não sei se há alguma azul em meus exemplares, o nome é científico e não tive tempo de procurar pelas imagens. Mas, cada uma que desabrochar, usarei como imagem aqui no blog.

      Abraços.

      Excluir

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.