Meu blog é um trem

De onde trabalho e conforme a direção do vento, geralmente escuto o apito do velho trem que ainda circula por aqui, levando e trazendo turistas de muitas partes deste mundão de Deus.
Nesta manhã, ao ouvir seu apito, me venho a ideia de escrever este texto: Meu blog é um trem. Por que digo isso?
Porque muitas pessoas já embarcaram nesse trem e tem gostado desta viagem. Até o momento são 76 especiais passageiros, e sempre caberá mais um. Os últimos a embarcarem, recentemente foram a Patricia Galis e Vera Lúcia, culpa ou influência da Bia que viaja por aqui neste trem a algum tempo. Faço aqui meu dever de anfitrião. Sintam-se acolhidas por todos os passageiros e boa viagem.
Ilustres passageiros, a nossa vida não se parece a uma viagem de trem? Há embarques, surpresas agradáveis, alguns acidentes, e claro, tristeza em alguns desembarques.

No trem da vida vamos encontrar pessoas que estão apenas a passeio, outras só enxergam o lado ruim da viagem e outras estão dispostas a ajudar quem precise. Nesta viagem chamada vida, alguns passageiros ao desembarcarem deixam saudades eternas, outros, talvez nem se quer serão lembrados.
É raro, mas também acontece, alguns passageiros que são tão especiais para nós, acomodam-se em vagões diferentes dos nossos, e somos obrigados a fazer a viagem separados deles. Podemos ir ao seu encontro? Claro que sim! Mas, dificilmente poderemos sentar ao seu lado, haverá alguém ocupando aquele assento. A viagem da vida é feita de sonhos, fantasias, encontros, desencontros e de pessoas. Cabe a nós nos relacionarmos da melhor maneira possível com os demais passageiros. Não sabemos e nunca saberemos em qual estação vamos descer, mas sabemos que em algum momento vamos precisar da ajuda de alguém e alguém de nosso apoio e carinho.

Amigos, o trem da vida segue sua viagem,  que seja tranquila nossa estadia, que valha a pena nossa viagem, e quando chegar a hora do desembarque, nosso lugar vazio, traga saudades e boas recordações, àqueles que prosseguirem a viagem.

10 comentários:

  1. Já estou bem sentada uma poltrona dos vagões e vamos indo...Piuiiiiiiií!!!rs abração,chica

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho um sonho romântico de viajar de trem, mas nada desses trem mega modernos, queria os velhos trem de ferro, tipo o da poesia do Manuel Bandeira.

    Neste trem aqui, adoro passear e apreciar a paisagem sempre bacana.

    Beijo, Nestor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O trem que circula aqui é bem antigão, chama-se Maria Fumaça. É movido a carvão e faz uma fumaceira danada, é semelhante ao trem de ferro de Manuel Bandeira, porém, não sei afirmar se há o café com pão.

      Aproveite sua viagem, no trem da vida.

      Abraços.

      Excluir
  3. Oi, Nestor. Eu fico feliz por fazer parte do seu trem e ainda mais por trazer passageiras comigo. É chato mesmo quando alguém especial faz a viagem em outro vagão...quem sabe um dia todas as pessoas que amamos possam estar reunidas em uma grande festa ao chegar na última estação? Uma braço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bia, como vai?
      Acredito que sim, um dia, iremos encontrar e estar juntos das pessoas que amamos. A esperança nos permite acreditar nisso.

      Abraços.

      Excluir
  4. Gostei demais e me senti honrada em ser citada no texto, espero que tenhamos uma boa viagem com vários amigos queridos, o texto ficou sensacional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patrícia, quem embarca neste trem, seguidamente é citado, devido sua importância.

      Todos somos responsáveis para que haja uma ótima viagem.

      Abração.

      Excluir
  5. Nestor, eu tenho tickets permanentes para andar neste trem!
    Alias, um trem muito familiar!

    Uma viagem maravilhosa e amistosa.

    BEIJOS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sissym, você não precisa de tickets para andar neste trem não! Você é parte integrante da locomotiva.

      Lindo fim de semana!

      Excluir

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.