Buenos Aires

Acabou-se as férias, está terminando o mês e a vida continua...
Todos os anos tiro minhas férias, sempre no mês de março, a data escolhida é por uma questão de economia, uma vez que os preços de pacotes de viagens, pousadas e hotéis reduzem suas diárias consideravelmente. 
A idéia inicial era de conhecer todo o Brasil, no entanto, viajar aqui no Brasil está ficando cada vez mais caro. Ora são as altas taxas de impostos praticadas pelo governo, ora é a ganância de empresários brasileiros donos de pousadas e hotéis. Perante a este cenário e avaliando nossos custos, optamos  por Buenos Aires. Sim! Está mais barato viajar para Buenos Aires do que para qualquer parte turística do Brasil.
Não tivemos nenhum contratempo, muito pelo contrário, iniciamos nossa viagem com o pé direito. Estávamos no interior do avião aguardando a decolagem e, eis que se ouve a voz do comandante: "Eu sou a comandante Andréia e conduzirei os senhores até o aeroporto de Buenos Aires... "  Que maravilha, uma mulher pilotando uma aeronave com mais de 250 tripulantes a bordo! Sorte grande a minha, posso dizer sim, que uma mulher me levou nas alturas até Buenos Aires.
Fotos 01 a 04, aeroporto Salgado Filho, Porto Alegre, decolagem, refeição e vôo sobre as nuvens.
Fotos 05 a 08, chegada em Buenos Aires, vista aérea do porto no rio da Prata.e aeroporto Jorge Newbery. 
O rio da Prata é considerado um dos maiores rios do mundo, possui uma superfície de aproximadamente 3.200.000 km².
Do aeroporto fomos até o hotel escolhido por nós, foto 09. Escolhemos este hotel pela sua localização geográfica, fica na avenida 9 de Julho, praticamente em frente ao Obelisco e no centro de Buenos Aires. A partir do hotel, para quem gosta de caminhar, é possível se deslocar a pé para vários pontos turísticos e fazer compras na avenida Córdoba, por exemplo.
O Obelisco é um dos principais monumentos históricos da capital Portenha. Encontra-se na praça de República no cruzamento das avenidas 9 de Julho e Corrientes. Foi inalgurado em 23 de março de 1936 em comemoração ao quarto centenário de Buenos Aires. Possui  67,5 metros de altura, 49 m² de base e 3,5 metros no topo. Possui uma única entrada e quatro janelas no topo que só são atingidas se você estiver disposto a subir uma escada em linha reta de 206 degraus. Este monumento foi construído em 31 dias por 157 trabalhadores. Praticamente todos os dias é possível ver algum tipo de manifestação em sua base.
As fotos de número 13 a 16, são da famosa Avenida 9 de Julho. É a principal avenida de Buenos Aires, começou a ser construída em 1912, terminando em 1930. Recebeu este nome devido a Declaração da Independência da Argentina em 9 de Julho de 1816. É conhecida mundialmente como a avenida mais larga do mundo, medindo 140 metros de largura, sendo 20 pistas de rodagem,  com 10 em cada sentido. Em toda a sua extensão existem inúmeras praças e áreas verdes em homenagem aos revolucionários da Argentina. Em baixo dessas praças você encontra garagens, lojas e passagens para o outro lado da avenida. Ao longo da avenida encontram-se diversos pontos turísticos como: O Teatro Cólon, considerado por Pavarotti o melhor local do mundo para se cantar ópera, o Obelisco, a Embaixada Francesa, o Edifício Eva Peron, a Praça da República e outros. A parte próxima ao Obelisco, devido a grande quantidade de outdoors, é comparada a Broadway na Times Square em Nova Iorque.

Próxima postagem: Compras em Buenos Aires e la Bombonera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.