Educação

Ok, assim como você e mais 80% da população brasileira, eu adoro política. Assisti a um debate onde uma candidata a presidenta se sentiu extremamente frustrada porque ninguém havia lhe perguntado nada. Tive vontade de ligar e perguntar o que ela estava fazendo ali, enfim, e no horário eleitoral gratuito vou assistir a Peppa Pig com o meu filho. Foram-se os tempos em que a política era coisa séria, embasada na ética e no bem comum. Gostando ou não, estamos numa época de eleições aonde as propagandas políticas estão em todos os meios existentes de comunicação. O intuito é convencer a mim e a você que é eleitor de quem é o melhor. As promessas são maravilhosas, algumas diria que são verdadeiros milagres prestes a acontecer. O engraçado é que depois passamos quatro anos esperando, esperando, esperando........, não vemos nada e continuamos esperando.
Uma das grandes bandeiras de todo o político que se preze, e que não pode passar em branco em seus discursos é a EDUCAÇÃO. Dizem eles que a educação é o futuro da nação e do mundo. É na educação que está o segredo de uma sociedade mais justa...

A minha inquietude é: Qual será o tipo de educação que os nobres candidatos em bom tom, tanto falam? Aquela das universidades? Dos mestrados, doutorados dos phds? E se for, quantos brasileiros conseguem chegar até lá? Francamente amigos, não vejo que esse tipo de educação seja o segredo de uma Pátria livre e feliz.
Respondendo a minha tese, poderia me estender a qualquer estado da federação, mas vou me ater aqui no meu quintal, Rio Grande do Sul, que por sinal está um caos, assim como o município onde moro. Recentemente tivemos o caso do garoto Bernardo que foi assassinado, por questões de herança,  onde seu  pai que é médico e sua madrasta que é enfermeira são os principais da autoria. Tivemos mais um caso de racismo em um dos grandes times do futebol brasileiro, com repercussão nacional, onde uma das indiciadas presta serviços em um centro odontológico. Os trotes praticados pelos veteranos de medicina contra os novatos são os das piores espécie, os grandes golpistas são os de paletó e gravatas... Será que é esse o tipo de educação que precisamos? Meu sábio pai sempre dizia: "Há pessoas que quanto mais estudam, mais imbecis se tornam".
Saindo do meu quintal, o que dizer do renomado médico Roger Abdelmassih? De engenheiros que constroem câmaras de gaz?  De comandos militares partindo do alto escalão com ordem para matar? De nações ricas, ditas inteligentes bombardeando quem quer que seja a seu bel prazer?... Dito isso, assim, tenho minhas suspeitas sobre a educação status quo.

Assim que surgir um político que não tenha rabo preso, que seja comprometido com a ética, com o bem comum e com um projeto de educação onde sirva para fazer nossas crianças mais humanas, solidárias, comprometidas com o que é de todos,  me avisem. Enquanto isso, continuo assistindo a Peppa Pig com a árdua missão de escolher o menos pior dos que ai se encontram.
Abraço.

13 comentários:

  1. E é essa mesmo uma árdua missão! São TODOS péssimos e saber o pior tá difícil! Aqui ou desligamos a tv e jogamos com o netinho, ou lemos, olhamos Tv dos outros canais. E fala em educação? Valha-me!! Credo! Não sei onde vamos chegar. Falar no caso Bernardo? Dá náuseas. Falar em justiça? Sai de baixo! Falar em segurança? Aqui em Poa não a temos,nem pra ir no armazém da esquina!

    No colégio do meu neto, pedem que se acompanhe a política etc,etc... Que se fale em política com as crianças. nem preciso fazer isso.Neno lê jornais, do início ao fim( nem eu leio todo) e sabe muito bem discernir.

    Fala cada uma que fico boba!

    Parece que foi instruído, mas é seu olhar que vê os erros, até a impunidade ele percebe.Isso com 11 anos.

    Por isso, talvez daqui a alguns, os jovens consigam fazer mudar... TOMARA!!!

    Por enquanto...o último que sair, apague a luz.

    abração,chica

    ResponderExcluir
  2. Olá chica,

    A vida passou a valer menos do que bens materiais. Mata-se por dinheiro, por drogas, por falar demais, por não responder... É preciso resgatar a dignidade humana com urgência.

    Que bom que seu neto de 11 anos já lê jornais e consegue discernir o certo do errado. São pequenas sementes que se bem cuidadas nos trarão um futuro melhor.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Olá Nestor,

    Parece-me que os governos, no fundo, não se preocupam efetivamente com a educação, pois um povo 'bem formado' jamais se deixará seduzir ou dominar.
    Valores são princípios fundamentais. Crianças educadas com valores tornam-se cidadãos de bem.
    Acredito que os absurdos que acontecem na atualidade são consequências, também, da falta de religiosidade.
    Enfim, como você, também estou analisando qual candidato seria menos pior para o Brasil, pois sequer temos opções recomendáveis.
    Assistir aos horários políticos deveria ser obrigação dos cidadãos para que pudessem ter elementos para escolher os seus candidatos. Porém, haja paciência, já que sabemos que tudo que prometem é apenas com objetivo eleitoreiro. Na maioria das vezes, depois de eleitos, passam apenas a olhar para os próprios interesses, esquecendo-se dos programas de campanha.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Vera,

    Feliz comentário o seu. "Um povo bem formado" terá suas próprias convicções. Lamentavelmente o modelo de nossa política não visa o bem comum em geral, visa o bem de alguns. O que vemos são algumas "tapeações" como forma de mascarar a grande podridão que há por trás de nossos agentes políticos e suas condutas. Acabei de ler em um grande jornal que apenas três empresas ( Construtoras OAS, Andrade Gutierrez e frigorifico JBS ) já doaram 39% do valor da campanha aos três primeiros candidatos. Pouca coisa, aproximadamente R$ 64 milhões! Doação bacana, e certamente não pediram nada em troca... Infelizmente é assim que funciona nossa política ou seria politicagem?!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nestor,

      Vim agradecer a sua visita e comentário e aproveitar para ler sua resposta ao meu comentário. Também soube dessa notícia. Ditas empresas já estão se garantindo ao ajudar a financiar a campanha dos candidatos mais cotados. Lógico que já estão comprando ditos candidatos. Infelizmente, é assim mesmo que funciona a nossa política.
      Abraço.

      Excluir
  5. Peppa Pig... a porquinha que desbancou a Galinha Pintadinha?
    Rsrs...

    Esse político sem rabo preso nunca existirá, porque no atual sistema, um cara que não precise se enlamear, tá difícil.
    E a gente vai levando, como canta o Chico Buarque.

    Abraços, Nestor.

    ResponderExcluir
  6. Oi Milene,

    Aqui em casa, além de desbancar a Galinha Pintadinha, desbancou todo e qualquer político em seu horário eleitoral. O problema de nossa política está no sistema porco que se originou. Ou o agente político entra no sistema ou é excluído ou deixado de lado. Temos muitos que apenas recebem o seu salário, não se envolvem com nada e vivem à margem de tudo, esses ainda são os mais honestos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  7. Olá, Nestor, como vai?
    Ótimo texto... por coincidência escrevi ontem/hoje sobre uma mesma via de pensamento. Educação e estudos são importantes, sim, mas sem deixar nunca de lado o sentimento humanitário. Vejo a cada dia mais intolerância e ausência de empatia, compaixão... não sei quem escolher para votar, pois não acredito em mais ninguém. Nunca assisti Peppa Pig, mas tenho certeza que é melhor escolha do que assistir à mentirada e lavação de roupa suja que há na tv. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia,

      Vejo que a falta de sentimento humanitário e educação, ocorre por falta de base familiar. Estudos, línguas, cursos... função da escola. Educação, valores, princípios, respeito,... função familiar. Mas quem tem tempo para família?

      Peppa Pig é uma porquinha que desbancou Galinha Pintadina e Patati Patatá. Faz o maior sucesso entre os pequeninos. Passa em um canal pago e justamente no horário eleitoral.
      Abraço e linda semana pela frente.

      Excluir
  8. A vida é uma luta para que
    eu viva com coragem e consciência de minhas limitações,
    é preciso ter coragem para ser feliz!
    Não é nada fácil termos a coragem de nos atirarmos na luta
    todos os dias para tanto é preciso ter fé e esperança.
    A vida é um caminho a ser percorrido
    infinitamente único e sem atalhos.
    Quantos encontros e desencontros
    vivenciamos beleza risos ,
    mais também temos dificuldades.
    Um pensamento te deixo
    desejando um abençoado final de semana.
    beijos meus.
    Evanir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Evanir, belíssimo pensamento. Obrigado.

      A vida é uma luta, sim. Porém quando há essa mescla de coragem, fé e esperança, tudo se torna mais fácil e acessível.
      Abraço, ótima semana.

      Excluir
  9. Pois é amigo, qual será o tipo de educação???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ivaldete,

      Muitas pessoas confundem educação com estudos. Premissa negativa. A educação que a princípio é de dever e obrigação do núcleo familiar (pais) estendeu-se a empregada, a baba, a tia da creche, a professores... Muitos pais acreditam que pagando escolas particulares e caras estão dando uma boa educação para seus filhos.
      A melhor educação que tenho recebido, foi aquela que aprendi em casa com meus pais.
      Abraço.

      Excluir

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.