Como vão as coisas?

Orquidário pessoal
Apesar da onda forte de calor que faz aqui no RS, mais duas belas orquídeas desabrocharam em meu pequeno orquidário.

Como estão indo as coisas, nesse princípio de ano novo? Os primeiros dias são fantásticos: Ânimos, sorrisos, alegrias, esperanças, são recuperados. Por alguns instantes é possível voltar a sonhar e a delinear novos itinerários. Temos um ano todo pela frente. Como aproveitar da melhor maneira?
Cito alguns movimentos e decisões que acho interessantes e tenho adotado: Fazer algo pelo bem do próximo, olhar com mais ternura à própria família, investir em valores que dignificam a vida, viver mais leve, aumentar a dose de paciência, encontrar mais motivos para sorrir, ampliar o conhecimento... Creio que há muito por ser feito. A disposição não depende do cenário, mas dos sonhos acalentados no mais profundo do ser. Pegar a vida nas próprias mãos, dando o verdadeiro rumo é a missão que cada um tem para consigo mesmo. Para tanto, é preciso ser capaz de minimizar o impacto das decepções, secar as lágrimas, abortar lamentações e voltar a sonhar.

Orquidário pessoal
Quem consegue apropriar-se do essencial, imprime um novo ritmo aos dias. Nada é mágico, gente. Mas tudo pode ser empolgante. E isso não depende da distribuição dos dias nos doze meses do ano. Para além do anoitecer e do amanhecer, sempre há uma existência capaz de esperança.
Não são poucos os que deixam a vida em segundo plano. Pensam em muitas coisas, mas não reservam tempo para aquietar o coração e implementar algumas transformações. É bom que se diga que o ano não envelhece, apenas vai somando dias. A vida, no entanto, é capaz de novidades. Até mesmo o impossível deixa de estar distante, quando há boa vontade e clareza de ideal. O que não convém e é frustrante é simplesmente deixar acontecer.
A sua vida e o ano estão em suas mãos. Coloque mais vida e esperança em seus passos, sendo assim, os dias quase não serão suficientes para dar conta de tanta empolgação. Dessa forma, o ano não envelhecerá e a vida seguirá em frente, com o olhar voltado ao infinito.

Tudo de bom em sua trajetória!
Abraço.

7 comentários:

  1. As orquídeas são fascinantes.
    Um forte abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paulo,

      São fascinantes por sua beleza e forma simples de existir. Uma bela lição de vida.
      Abraço.

      Excluir
  2. É verdade,nestor! Tudo tem sua trajetória e ao passar pelos dias, usá-los, aproveitá-los muito bem. Fiz isso na praia, agora tenho que me acostumar com a selva...Mas, seguindo sempre! abração,chica e que lindas orquídeas!

    ResponderExcluir
  3. Bom retorno à selva, chica! Desde que o olhar esteja voltado para sua interioridade, o ser humano é capaz de se adaptar em qualquer ambiente.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Olá Nestor,

    Lindas as orquídeas. Seu pequeno orquidário, com certeza, é um colírio para os olhos e para a alma.
    O texto é muito bonito e traduz sabedoria de viver.
    Tenho muito que realizar ainda, seja em termos de progresso como pessoa seja em buscar realizar sonhos ainda guardados. Nada acontece sem a nossa intervenção. Devagar, chega-se lá, sem preocupação com a passagem dos dias. O importante é a busca e o resultado.

    Dias quentes por aqui também.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vera,

      Os dias são todos iguais. O diferencial está na capacidade que cada ser possui em transformar seus pequenos sonhos em realidade, ao longo dos dias e anos.
      Abraço.

      Excluir
  5. Nestor,

    A orquídeas rosa é fantastica. Alias, todas sempre são de uma delicadeza impar. Parecem iguais, mas se diferem.

    Já estamos em Fevereiro, para mim virar um ano é só uma continuação de tudo. Espero que todos tenhamos um ano mais próspero, com a inflação mais controlada, aqui no Rio... uau... tudo está extraordinariamente caro.

    Bjs

    ResponderExcluir

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.