Abraço

De repente, deu vontade de um abraço...
Uma vontade de entrelaço, de proximidade, de amizade... sei lá!
Talvez um aconchego amigo e meigo, que enfatize a vida e amenize as dores... que fale sobre os amores, que seja afetuoso e ao mesmo tempo forte...
Deu vontade, de poder ter saudade de um abraço.
Um abraço que eternize o tempo e preencha todo o espaço.
Mas que faça lembrar do carinho, que surge devagarinho, na magia da união dos corpos, das auras, sei lá!
Lembrar do calor das mãos, acariciando as costas, a dizerem:  - Estou aqui!
Lembrar do enlaçar dos braços, envolventes e seguros, afirmando: - Estou com você.
Lembrar da transfusão de força, ou até da suavidade do momento, sei lá!
Estou a pensar em como chamar esse abraço: abraço poesia, abraço força, abraço união, abraço suavidade, abraço consolo, abraço compreensão, abraço segurança e justiça, abraço verdade, abraço cumplicidade? ... sei lá!

Mas o que importa é a magia desse abraço, a fusão de energias que harmoniza, integra o todo e se traduz no cosmos, no tempo e no espaço.
Só sei que agora, deu vontade desse abraço:
Um abraço que desate os nós, transformando-os em envolventes laços...
Que sirva de "colo", afastando toda e qualquer angústia...
Que desperte a lágrima de alegria e acalme o coração...
Um abraço que traduza a amizade, o amor e a emoção.
E para um abraço assim, só consegui pensar em você.
Nessa sua energia, nessa sua sensibilidade, que sabe entender o porquê dessa minha vontade.

Hoje, 22 de maio comemoramos o dia do abraço. Quer motivo maior para sair abraçando todo o mundo?
Fraterno abraço a vocês todos, leitores e amigos virtuais do blog Família Alcará.

11 comentários:

  1. Um abraço vindo com vontade, faz realmente bem! Vale! abração,chica

    ResponderExcluir
  2. Aiii eu quero um abraço! Me dá! :)

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um uuuuuuuuupa bem gostoso pra você!

      Sucesso sempre!

      Excluir
    2. Foi otimo, tava com frio e voce me esquentou!

      :)

      Excluir
  3. Oi, Nestor!
    Embora sempre tendo pais zelosos, eles não tinham o hábito do abraço. Aprendi a abraçar com uma tia que já se foi...e aprendi que abraço de verdade, desse que preenche um pedaço da alma, é dado com uma força na medida certa do aconchego e com a própria alma aberta para recebê-lo.
    Então nunca mais parei de abraçar quem gosto...porque abraço, para ser bom, tem que ser sincero.
    Lindo escrito, Nestor!
    Um abraço pra ti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bia,

      Obrigado pelo abraço e um abração pra ti.

      Ainda existe muita carência no gesto de abraçar. Algumas pessoas tem medo de receber ou de dar um abraço. Acredito que isso ocorra, pelo fato de que um abraço sincero mexa com as inquietudes da alma.

      Excluir
  4. Pode ser toda essa espécie de abraço junto? Sei lá... Abraçar é tão bom. É de graça e só faz bem a quem recebe, a quem doa, a quem compartilha.

    Lindo, Nestor.
    Abraço.Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abraçar é muito bom sim e não custa nada, faz um bem danado e nos impulsiona a seguir em frente.

      Abração.

      Excluir

  5. Olá Nestor,

    Pena que não cheguei no dia comemorativo para celebrar o abraço, mas este gesto de aconchego nem precisaria de um dia especial.Toda hora é momento certo para abraçar e distribuir ternura e energia para todas as pessoas especiais.
    O texto está muito bonito.

    Receba meu abraço forte de amizade e carinho.

    Abraçããããããããão!

    ResponderExcluir
  6. Oi Vera,

    O abraço não tem dia, hora e lugar... Sendo sincero, sempre é bem-vindo e faz um bem enorme.

    Abraço.

    ResponderExcluir

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.