Compondo a vida

E aí, como vai sua vida?

Podemos dizer que a vida de todos nós mortais se assemelha a um grande livro com inúmeras páginas. Nessas páginas há rabiscos, melodias, frases, contradições, páginas em branco, alguns com miolo mole, capa despencando, erros de redação e algumas orelhas também.
Na composição da vida há histórias que começam bem e terminam em pesadelos, outras começam bem e terminam melhor ainda... Há certas páginas que se pudéssemos, arrancaríamos num piscar de olhos (tenho algumas dessas páginas). Porém é impossível. Essas páginas fazem parte da composição de nossa história existencial e caso excluídas, ficaria incompleta. É que a vida é feita de alternâncias e as vezes imprime no papel uma outra história diferente daquela que idealizamos ou gostaríamos que fosse descrita.

Se fossemos anotar de fato a composição da vida em um livro, não haveria espaço suficiente e cansaríamos o pulso de tanto escrever. Se não conseguimos anotar tudo, podemos registrar o bem, o que deu certo, as marcas positivas que tocaram a alma humana.
É evidente que há alguns registros com mais sombras do que luzes. Existir é contabilizar acertos e erros. Ater-se ao que não deu certo, sem olhar pela ótica do aprendizado, é desgastar-se inutilmente. Querer extirpar para definitivamente esquecer, é tarefa ineficaz. Seria muita pretensão desejar que a vida seja somente o somatório de acertos. Deixaria de ser humano para ser apenas angelical.
Na composição da vida de cada um, se não há registros caligráficos, há os mentais, que de vez em quando vem à tona pela agilidade da memória. Convém ater-se aos fatos positivos, sempre em maior número.

Não se pode querer anular o que a vida compôs em um determinado momento. Tudo faz pare de um todo, só é preciso harmonizar os fatos. Olhar com olhos maduros que entendam as oscilações da vida e sentir profundamente que tudo valeu a pena. Perceber que a vida não se repete, que todas as páginas tem um significado especial, é amadurecer para a vida.

10 comentários:

  1. Precisamos aprender a ter esse olhar mais apurado sobre a vida!!! Lindo texto! abraço,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi chica,

      Quanto mais conhecemos a nossa vida, mais fácil será de lidar com ela.
      Abraço.

      Excluir

  2. Olá Nestor,

    Obrigada pelo carinho dos cumprimentos pelo meu aniversário. Ainda está em tempo, pois é sempre tempo para recebermos o carinho dos amigos. Eu também já passei batido no aniversário de alguns amigos, pois nem sempre sabemos a data dos respectivos aniversários.

    Ótimas considerações em seu texto. Eu também tenho algumas páginas no livro da minha vida que gostaria de rasgar, mas constituem a minha história e ajudaram na construção da pessoa que hoje eu sou. Nada é perdido. Todo acontecimento, feliz ou menos feliz, nos trazem ganhos e aprendizados.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Vera, sempre é tempo de fazer alguém, um pouco mais feliz.

      As páginas que gostaríamos de rasgar, foram escritas por impulso, na pressa, ou por falta de pensar mesmo. São as ditas decisões tomadas erroneamente. É o lado menos feliz da história que deve ser apaziguado.
      Abraço.

      Excluir
  3. É vdd a vida é composta por várias etapas e situações, e como disse:
    Perceber que a vida não se repete, que todas as páginas tem um significado especial, é amadurecer para a vida.

    Desejo as mulheres da sua vida, mãe, esposa, irmãs....e a todas as suas seguidoras um feliz dia das mulheres.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patricia, tudo bem contigo?

      A vida não se repete e cada dia é uma página em branco, onde podemos escrever o que nos convém. O enredo é por conta e responsabilidade de cada um.

      Que todos os seus dias de mulher sejam felizes e abençoados.
      Abraço.

      Excluir
  4. E aquelas páginas as quais gostaríamos de arrancar, não tem jeito, elas estarão sempre lá, nos lembramos de como não devemos agir novamente. Isso é viver, né?

    Abraços, Nestor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Milene,

      Viver é ter a sabedoria para apaziguar todas as páginas de nosso grande livro.

      Abração.

      Excluir
  5. Oi, Nestor! Compreender que passar por dificuldades servirá de ferramenta para os próximos desafios é difícil quando estamos no meio da turbulência, mas é sem dúvida uma grande verdade. Se pudéssemos arrancar as páginas mal escritas e reescrevê-las certamente a vida não teria tanto sabor...sem falar que páginas arrancadas sempre deixam sobras picotadas nas lombadas. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia,

      Mesmo que se arranque algumas páginas, o vazio e a lembrança permanecerão.
      O bom mesmo é tirarmos lições de nossos erros.
      Abraço.

      Excluir

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.