Missão de ensinar

Sou do tempo em que a minha primeira professora era autoridade e muito respeitada em seu ofício, em sua sala de aula e muito bem visto na sociedade em geral.
Algumas coisas que ora carrego na vida, devo a esses mestres que dominam a arte de ensinar e souberam despertar-me para a aventura que é a vida.

Ninguém esquece a primeira professora, a paciência que dispunha em pegar nossa mão e ensinar a escrever as primeiras palavras, os primeiros desenhos, os primeiros cálculos, a hora da merenda, o recreio... Ela é a responsável pelo início de tudo.
O que lamento e tenho que afirmar a você leitor, é o quanto que deixamos de valorizar nossos mestres. 

Sua missão de ensinar vai além do ato de transmitir conhecimentos. Há uma doação diária de si, na esperança de construir um mundo mais justo, de formar homens e mulheres com novos ideais e objetivos, e quiça sonhar com dias melhores.

A você que é professor, professora, que a cada dia enfrenta um novo desafio na construção de um mundo novo, PARABÉNS pela ousadia!
Oxalá um dia, a sociedade desperte para uma nova consciência.
Abraços.

12 comentários:

  1. Ei Nestor,

    Também sou deste tempo em que professor ensinava tudo, até sermos educados sem que seus atos fossem confundidos com violência, sou do tempo em que aluno não alçava voz, e o respeito era fundamental para que o aluno permanecesse na escola. Hoje infelizmente tudo mudou, os educadores não recebem mais o que merecem que é respeito, valor e um salário digno . E olha que são formadores de profissões :) a eles o nosso carinho e admiração.

    Abraços e linda semana pra ti..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Cecília, como vai?
      O problema fundamental que ocorre nos dias de hoje, é que o professor além de ensinar a ler e escrever, tem que educar as crianças. Educação e respeito, sempre aprendi em casa e é função dos pais. Infelizmente o professor está agregando mais essa função sem mérito ou reconhecimento algum.

      Abração.

      Excluir
  2. Sempre que leio artigos sobre professores, acabo voltando ao meu tempo de colegio. Os meus professores tambem eram "autoridades" e tínhamos muito respeito. Os meninos mais levados, comparando aos atuais, eram uns santos.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sissym,
      Não tem como não lembrarmos nossos professores de infância. Eram "autoridades" porque nós tínhamos respeito e educação por eles; caso contrário tínhamos que acertar as contas com o pai ou a mãe.
      Hoje em dia há pais que não educam seus filhos e incentivam a violência nas escolas.

      Abraços

      Excluir
  3. OI NESTOR!
    SIM, HOUVE UM TEMPO EM QUE O PROFESSOR ERA DEVIDAMENTE RESPEITADO E VALORIZADO EM NOSSO PAÍS.
    TOMARA, QUE ESTES TEMPOS VOLTEM, TODOS GANHAREMOS...
    ABRÇS
    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Zilani, tudo bem?
      Vamos acreditar que sim. Em um país sem cultura, cria-se uma nação escrava.
      Investir na educação e formação de professores é a melhor opção para uma Pátria livre e desenvolvida.

      Abraços.

      Excluir

  4. Olá Nestor,
    Muito doce esta homenagem aos professores. Fui professora no início de minha vida profissional e sei bem o quão árduo é ensinar e preparar os alunos para a vida. A arte de ensinar é sublime e exige do professor muito mais do que o saber. Exige amor e doação. Acredito que o que move os professores é a paixão pelo mister, pois, obviamente, não é pela remuneração que escolhem esta profissão. Também espero que a consciência da importância de um mestre para a nação seja despertada entre os governantes para que encontrem meios de remunerar os professores com mais dignidade e justiça.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi profe. Vera, como vai? Professora uma vez, sempre será professora.

      Acredito que o professor deveria receber duas gratificações. Uma pela arte de ensinar e a outra pela dedicação e amor despendida ao aluno. Há professores que além de ensinar, são pais e mães.

      Infelizmente, deveriam receber periculosidade também. Não é raro notícias de professores que são agredidos em sala de aula.

      Também concordo contigo. Há que se ter muito amor pela profissão, caso contrário não teríamos mais professores.
      Abraços e obrigado por sua opinião.

      Excluir
  5. Essa profissão é mesmo sublime e muita coisa mudou de tempos atrás até hoje. Lamentável a falta de reconhecimento. Lamentável a falta de compromisso de alguns profissionais, que destoam da beleza desse ofício. Mas é assim em toda profissão, né?

    Benditos sejam os professores. Que eles jamais desistam, amém!

    Abraços, Nestor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Milene,
      Realmente é uma profissão nobre que aos poucos está perdendo o brilho pelo descaso de quem deveria investir e incentivar. O ato de ensinar não se resume somente em ler e escrever, mas sim formar cidadãos para a sociedade e para a vida.

      Abração.

      Excluir
  6. Oi, Nestor. li a mensagem no dia, mas não havia tempo para comentar. Ler coisas gratificantes sobre essa profissão com certeza impulsiona o profissional a seguir em frente, porque infelizmente o que vemos é uma profissão carente de reconhecimento mesmo sendo de suma importância para a construção histórica e cultural. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia,
      Esperamos que algum "intelectual" leia esse post e nossos comentários.

      Obrigado por sua opinião.
      Abraços.

      Excluir

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.