A força das palavras

Olá, tudo bem?
O que escrevemos e falamos, tem uma força extraordinária, seja para o bem ou para o mal. Confesso amigos, que em certos momentos da vida, perdi algumas oportunidades de ficar quieto. Aprendi que, se as palavras não forem mais bonitas e verdadeiras que o silêncio, o melhor é não dizer nada. Ninguém se complica se souber se conter nas palavras. Isso é válido para quem escreve e para quem pretende comentar. Quando perdemos ou excedemos no controle das palavras, corremos o risco de ter que administrar conflitos. Uma vez, a palavra pronunciada, não haverá retorno.
A palavra é um instrumento valioso e está a nosso dispor, porém hoje em dia, fala-se muito por falar, para "matar" o tempo, e não raras vezes, falamos mal de outros. Temos a ilusão de que, falando mal de alguém, estamos aumentando nosso valor próprio, que apagando a luz do outro, a minha brilhará.

Fico feliz da vida quando vocês amigos, escrevem em seus blogs, conteúdos carregados de encantamento. Não são apenas palavras pronunciadas, mas há um eco de vida que se destaca entre a multiplicação de palavras desnecessárias. 
Como é significativa a existência de quem se comunica bem!
A habilidade da palavra adequada, certa e na hora certa, é um desafio enorme e requer silêncio interior. Se você prestar atenção, quando há interioridade, as palavras fluem naturalmente, e se consegue fazer do silêncio a mais bela comunicação.
Aprender a ouvir e silenciar mais, é ser capaz de expressar algo pensado antes de ser pronunciado.

Abraços e até mais.

14 comentários:

  1. Lindo texto e o silêncio podem sem dúvida, nos ajudar a encontrar as palavras mais certas. E isso é importante!! abraços,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia chica!
      O ato de silenciar, é a melhor fórmula que temos para digerirmos conflitos e tomarmos decisões acertadas.

      Obrigado por seu comentário.
      Abraços.

      Excluir
  2. OI NESTOR!
    UM TEXTO COM MUITA SAPIÊNCIA E VERDADE.
    COM UMA PALAVRA TEMOS O PODER DE CONSTRUIR OU DESTRUIR OUTRO SER. ESTA PESSOA PODE ESTAR NUM MOMENTO DE FRAGILIDADE PRECISANDO DE AJUDA, DAÍ, NOSSA RESPONSABILIDADE NO QUE DIZEMOS.
    ABRÇS
    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Zilani, obrigado pela presença e comentário!

      Realmente, quando deferimos uma palavra, ela carrega em si uma carga positiva ou negativa. Cabe a cada um analisar situações e momentos, após, falar ou ficar quieto.
      Abraços.

      Excluir
  3. Anjo!!! O bom de sermos amigos é que não importa como somos , o que fazemos ou onde estamos;
    O que importa mesmo é sabermos que somos amigos e que a nossa conexão é mantida pelo pulsar do nosso coração !!
    Uma linda noite dos namorados muito amor no coração.
    Obrigada pelo carinho pela presença constante
    no meu blog minha linda amizade.
    Beijos saudades receba meu carinho.
    Evanir..Tem presente na postagem ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Evanir, tudo bom?

      A amizade não tem fronteiras e nem porteiras, e que bom que nossas conexões permitem isso.
      Sou feliz com sua amizade, presença e comentário. Obrigado!
      Abraços.

      Excluir
  4. As palavras tem poder sim e é preciso ter o cuidado para não falar demais, animar-se e perder a razão!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sissym, tudo bem contigo?

      Pecamos porque falamos demais e silenciamos tão pouco. Pessoas que perdem a razão, geralmente querem ganhar no grito, são vazias de conteúdos e sentimentos.
      Forte abraço.

      Excluir
  5. Olá Nestor,

    Que ótimo texto este, que palavras bem utilizadas.

    Tudo aquilo que concede poder deve ser bem usado, a palavra mal usada tem enorme poder de destruição, assim como bem usada possui a propriedade da construção: Constrói afetos e compreensão. Saibamos usa-la!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Van, obrigado pelo seu comentário e presença!

      Sem dúvidas, sempre haverá os dois lados, quando usamos nossas palavras. Ao pronunciarmos, poderá fazer um bem enorme ou somar negativamente. O problema é que pouca gente mede o teor de suas palavras.

      Forte abraço!

      Excluir
  6. Oi, Nestor, como vai? Concordo com você. É por achar que minhas palavras carregam essa imensa responsabilidade que ando mais afeita ao silêncio...Esses dias li num livro que a palavra precisa do tempo da maturação, porque quando a proferimos sem pensar, corremos o risco de incorrer nos erros que citou no post. Adoro leituras com conteúdo e coerência! Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Bia, eu estou bem, voltando de um feriado municipal. Aqui em Bento Gonçalves, o padroeiro é Santo Antônio, e eu não apareci por aqui.

      Silenciar não é fugir das respostas ou responsabilidades, mas encontrar com sensatez, justa e coerente, a melhor forma de se pronunciar.
      Faz bem em silenciar, as melhores respostas estão no silêncio.

      Forte abraço!

      Excluir
  7. Olá Nestor, como vai ?

    Maravilhosa a reflexão que nos trouxe ! Confesso que ainda tenho muito a aprender sobre isso , por ser muito impulsiva, falo primeiro e penso depois e isso já me trouxe inúmeros problemas, tantos que fui praticamente obrigada a me policiar e a tentar aperfeiçoar isso em mim :)
    Hoje procuro só dizer algo se é bom, se vai acrescentar algo construtivo, e prefiro me calar principalmente no calor da raiva, que é onde os estragos são ainda maiores...
    Creio que muitos de nós não temos a consciência de quanto as palavras são poderosas... elas podem salvar ou tirar uma vida, alegrar ou entristecer o dia de alguém... Quando começamos a perceber isso é que começamos também a analisar e ponderar o que foi dito :)
    Seu texto foi muito providencial para mim que ainda preciso melhorar bastante :)

    Um enorme abraço e tudo de bom pra você :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Samanta, tudo ótimo.
      Parabéns Samanta, reconhecer publicamente ser impulsiva, falar antes de pensar... é o primeiro e fundamental passo para a mudança. Fico feliz com isso.

      Dependendo do conteúdo que se discute, as vezes precisamos dizer palavras, que quem recebe, pode acabar não gostando. Se você tiver certeza que está certa, sua opinião deve prevalecer, doa a quem doer. Entre uma palavra bonita, blá, blá, blá, fique sempre com a verdadeira e sincera.

      Fico feliz que tenha gostado do texto.
      Abração.

      Excluir

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.