Mania boba

Olá, tudo bem?
Existem pessoas que conhecemos ou que passam por nós na rua, ou encontramos na padaria, no ônibus, no mercado, no nosso dia a dia, que as vezes nos olham de cima à baixo.  A sensação que temos é que estamos sendo analisados da cabeça aos pés. Eu já senti essa sensação de estar sendo analisado.
O sentimento que nos vem à tona é de dúvidas misturada com uma certa raiva não é mesmo? Ah se eu pudesse pegar  aquela criatura e torcer o pescoço! Depois surgem afirmações como: O meu santo não bateu bem com o dele!  Não sei por que, mas eu não consigo engolir aquela pessoa! Fulano de tal não me engana de jeito nenhum!
Mesmo que a pessoa não tenha nos feito nada, basta não simpatizarmos com ela que a rotulamos.
Temos essa mania boba de encontrar defeitos em tudo o que não nos agrada e excluir pessoas de nossos círculos de amizades só porque pensam diferentes de nós.

Observem por alguns instantes a imagem ao lado. Não dá a impressão de estar se movendo?
Ao fechar um dos olhos a imagem pára de se mover.
Se uma imagem simples como essa consegue enganar nossos dois olhos bem abertos, por que não podemos nos enganar em relação as pessoas?
Quando nos interessamos por algo novo, seja uma casa, um carro, uma pessoa, não passamos a observar o que procuramos com mais frequência? A olhar tudo o que há de bom?
Algo semelhante acontece também com os defeitos. Se observarmos uma pessoa a procura de seus defeitos, certamente iremos encontrar só defeitos, porque esse é o foco de nossa atenção. Nem sempre isso quer dizer que a pessoa tenha os defeitos que notamos, mas nossos olhos estão ajustados para ver defeitos.

Fica aqui minha dica de fim de semana. Ajuste seu olhar e experimente encontrar qualidades ou virtudes em alguém do seu círculo de relacionamentos e, preferencialmente em alguém que você nunca percebeu nenhuma qualidade. Isso  fará com que seu conceito sobre essa pessoa se modifique para melhor.
Eu duvido que exista pessoas no mundo que não tenha pelo menos uma qualidade.

4 comentários:

  1. Olá !!!

    Excelente reflexão que nos propôs !
    Acredito que todos nós temos esta mania de ser meio radicais logo de início, basta não gostarmos de algo em alguém que já generalizamos e passamos a ver aquela pessoa como se ela tivesse somente aquele defeito ou característica que não gostamos...
    E acho que a maioria de nós também já teve oportunidade de ver que se enganou com isso.
    Temos mesmo que ser mais tolerantes e dar uma chance às pessoas.
    Muitos ao vivo me acham antipática, mas na verdade sou tímida e não falo muito (só me solto aqui na net...) mas quando me conhecem vêem que foi um engano.
    Se não dermos esta oportunidade para as pessoas, estaremos perdendo muito nas interações. É preciso ser mais maleável :)
    Adorei !

    Grande abraço e boa semana !

    ResponderExcluir
  2. Oi Samanta,
    Grato pela presença! Bacana seu exemplo, uma mulher tímida de poucas palavras que é confundida como antipática pelo seu jeito de ser.É a mania boba que temos de julgar as pessoas somente por suas aparências.
    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  3. O seu texto e imagem merece uma
    séria reflexão.
    Um beijinho
    Irene

    ResponderExcluir
  4. Oi Irene, tudo bem?
    Há imagens que falam por si só, e existem muitos textos bons que nos convidam a reflexão. A nossa própria história de vida é fruto de nossas reflexões.
    Obrigado por sua presença.
    Forte abraço!
    Nestor.

    ResponderExcluir

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.