Por que perdoar?


Olá, fazem alguns dias que acabei de ler o livro: A Cabana de William Young, e a seguinte frase me chamou atenção: "Perdoar não significa esquecer. Significa soltar a garganta da outra pessoa."
Aqui entre nós, quantas vezes já tivemos  vontade de pegar certas pessoinhas pelos cabelos ou pelo pescoço e estrangular? 
É exatamente nesta hora que precisamos contar até dez e controlar nossos sentimentos de raiva e desejos de vingança com as próprias mãos.
Compreendo e sei o quanto é difícil perdoar alguém que nos tenha aprontado algo que não nos fez bem, no entanto, ficar remoendo mágoas, é muito mais prejudicial do que exercer o ato de perdoar.
É importante lembrar que perdoar alguém não significa dar a este mais um voto de confiança, mas sim a certeza de que ele está livre de nosso julgamento e que pode seguir em paz a sua trajetória.

Para que o perdão surta efeito em nós, há que ser de coração, não adianta dizer tudo bem, está perdoado... mas, se um dia eu te encontrar na rua, juro que te arrebento. Tal sentimento demonstra que seu perdão não foi eficaz e que você continua prisioneiro de seu passado. 
Sentimentos de raiva, rancor, vingança, só alimentam nossas tensões e nos deixam seres infelizes. É isso que queremos para as nossas vidas? Com certeza não. Desejamos sim, paz de espírito e felicidade.
Seja muito feliz e perdoe sempre!

2 comentários:

  1. Só para saber que li seu texto, e adorei. Concordo, o perdão nos torna livres em primeiro lugar, não está vinculado ao depósito de confiança no outro. Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi Bia,
    O perdão tem dois efeitos: Nos torna livres e liberta a outra pessoa para que siga seu caminho.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.