A escolha é sua

Desde pequeno somos influenciados por nossos pais e pessoas adultas, à tomarmos decisões de acordo com os interesses dos mesmos ou escolhermos profissões que mais nos darão retorno financeiro. 
Não concordo com a premissa, de que filho de peixe, peixinho tem que ser sempre. Filho de médico, tem que ser médico, filho de advogado, advogado, de  político, politico, de bandido, bandido,... 
Meus pais, por exemplo, sempre foram agricultores, nem por isso, eu escolhi ser agricultor.
O fato, é que conheço muitos pais os quais os filhos nem nasceram ainda e esses já tomaram a decisão por eles."O meu filho vai ser mais um famoso jogador de futebol, um cientista fenomenal, um magistrado de renome. A minha filha, então, será uma atriz de novela, fará sucesso nas passarelas, uma mega-empresária..." É bacana ver pais torcendo pelo sucesso dos filhos, abrindo horizontes e mostrando caminhos, por outro lado, é muito triste ver pais escolhendo e vivendo o sonho dos filhos.

A verdade, é que o ser humano cresce e passa a ser responsável por suas escolhas. Nem sempre o sonho dos pais é o desejo dos filhos, e nem sempre os filhos aceitam a sugestão dos pais apenas para agradá-los.
No momento em que passamos a fazer as nossas escolhas, passamos a viver de acordo com aquilo que acreditamos, escolhemos nossos amigos, optamos em ser honestos ou malandros, se perdoamos uma pessoa ou guardamos raiva dela para o resto da vida, se acreditamos ou desistimos de nossos projetos, se decidimos trocar de curso,  mudar de emprego ou de país, tudo isso é escolha.
Devemos ter bem claro do que vier a ocorrer em detrimento de tais escolhas, seja para o bem ou para o mal, é exclusivamente de nossa responsabilidade. É o fruto de nossas escolhas.
Faça bem suas escolhas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que legal! Família Alcará agradece ao seu comentário nota 10. Em breve estará disponível à todos.